Publicidade

quarta-feira, 21 de março de 2012

Vila Nova Cachoeirinha aguarda abertura de Fábrica de Cultura

Segundo os moradores, unidade está pronta há dois anos. 
Secretaria diz que espaço será inaugurado até 15 de abril.


Do G1 SP
Os moradores da Vila Nova Cachoeirinha, Zona Norte de São Paulo, aguardam a inauguração de uma Fábrica de Cultura no bairro. O prédio está pronto, mas ninguém sabe por que ele ainda não foi aberto à comunidade. O problema foi mostrado no SPTV desta terça-feira (20).
“Estamos com isso pronto há dois anos e a gente não sabe ainda o motivo de não estar aberto. Nós gostaríamos de saber qual é o problema”, reclama a dona de casa Ana Lúcia Borges. A costureira Zenilda Santos Correia diz que os responsáveis alegam falta de verba. “Eles falam que falta verba, que não tem profissional adequado.”
“Há muitos anos o povo dessa área está esperando a inauguração desse prédio para acrescentar cultura no bairro para as crianças. Várias vezes os engenheiros vinham aqui, tomar lanche e falavam que vai inaugurar logo”, comenta o comerciante Fernando Luís Gomes.
No local, funcionava um parquinho infantil. Ele desapareceu para surgir a Fábrica de Cultura que está fechada. A comunidade perdeu o parquinho e até hoje não ganhou a tão prometida fábrica. “Tinha balança, gangorra, praça para as crianças brincar. Hoje não temos nada”, fala a dona de casa Virgínia Gomes.
Uma Fábrica de Cultura quando funciona oferece biblioteca e cursos de circo, dança, música e teatro. “É isso que a gente está precisando, que estamos reivindicando: teatros, bibliotecas, cursos, atividades para tirar a criançada da rua”, fala o recreador Wiliam Ramos de Lima.
A Fábrica na Vila Nova Cachoeirinha tem mais de 4 mil m² de área construída e tem salas de dança, teatro, biblioteca e informática. O assistente de obras da Secretaria Estadual de Cultura, Osvaldo Padilha Jr, prometeu que o local vai funcionar em breve. “Essa fábrica vai funcionar o mais tardar no dia 15 de abril. Ela funcionará de terça a domingo com aulas normais e nos fins de semana será aberta para a população local para assistir algum espetáculo, música, dança.”
Ele explicou também qual foi o problema que o espaço teve. “Ela ficou praticamente concluída em outubro e nós detectamos dois problemas aqui que precisaram de intervenção. Um era uma infiltração no telhado e a outra coisa que estamos fazendo e melhorando é o sistema de contribuição de água de chuva. Estamos melhorando a eficiência da retirada dessa água.”

Fonte: Portal G1

Publicidade

Postagens populares