Publicidade

terça-feira, 19 de junho de 2012

Educação ambiental na infância, Colégio Consolata


As crianças do Colégio Consolata, no Imirim, Zona Norte, encontraram uma forma de conversar com o meio ambiente. Fizeram bonitos cartaizinhos sobre reciclagem, água e terra. Em uma das pinturas lê - se : "Vamos limpar as ruas, não devemos usar produtos de limpeza clandestinos. Um alerta para a quantidade de fábricas clandestinas de sabão, sabonetes, detergentes  e até perfumes que existem  na perefiria de São Paulo. Outro cartaz cheio de conteúdo pede coleta seletiva e limpeza no mundo.

 Irmã Cecília Beltrame diz que o colégio Consolata tem 63 anos e nasceu  da simplicidade de uma estrebaria. 

 As crianças do Consolata estão envolvidas na campanha de incentivo à leitura. Os livros coletados servirão para abrir um espaço de leitura no Centro Comunitário Nossa Senhora Aparecida - Jardim Peri, Zona Norte, e revitalizar com leitura a pracinha do lixo, na rua Ana Cintra,  Metrô Santa Cecília, no centro da cidade, apelidada de Praça  Rio+20.  A iniciativa tem a participação do Núcleo de Trabalhos Comunitários da PUC-SP e da ONG Educa São Paulo.

Irmã Cecília - lembra a  fala da doutora Zilda Arns - em encontro com representantes da PUC, exorta: " Não é fácil inovar, fazer mudanças. Quando a chama aparece  vem alguém querendo tomar posse. Se não consegue, faz tudo para apagar."


Texto e Foto: Devanir Amâncio, da ONG Educa São Paulo

Publicidade

Postagens populares