Publicidade

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Ocupação é empecilho para construir parque na Brasilândia


A área para a construção do Parque Municipal da Vila Brasilândia, na zona Norte de São Paulo, está ocupada por mais de mil famílias, de acordo com representantes da Prefeitura. A situação precária dessas pessoas que vivem no local foi discutida nesta terça-feira durante audiência pública da Comissão de Meio Ambiente.

De acordo com a diretora da Secretaria de Habitação, Mônica Syrillo, o cadastramento das famílias está sendo realizado. “Até hoje temos 700 famílias inscritas, mas ainda temos pelo menos o dobro para cadastrar”, afirmou.

Apesar da ocupação, sinalizou o diretor do Depave (Departamento de Parques e Áreas Verdes da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente), Milton Persoli, a Prefeitura pretende seguir com o projeto de construção do parque. “Essa área não estava ocupada quando foi comprada, no entanto, quando se foi dar a posse, já tinham famílias na área. Isso dificulta o processo de construção do parque”, disse.

O presidente Movimento Ousadia Popular, Quintino Viana, ressaltou a importância de oferecer moradia para essas famílias. “Precisamos defender a construção do parque na Vila Brasilândia, mas também precisamos garantir que as pessoas tenham direito a morar em um local seguro, o que não acontece onde essas famílias estão hoje”, declarou.

Para a vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente, vereadora Sandra Tadeu (DEM), a situação dessas famílias é preocupante. “O período de chuvas está chegando e temos mais de mil famílias vivendo nessa área de risco. É necessário que seja feito algo porque o que parece é que essa invasão só tem aumentado”, analisou.

O vereador Natalini também defendeu a necessidade de oferecer casas para essas famílias. “Não somos contra a luta pela moradia, pelo contrário, defendemos esse direito. Por isso, a Prefeitura poderia cadastrar e buscar áreas seguras para construir casas para essas pessoas. Mesmo porque a invasão acontece em uma área de preservação ambiental”, disse.


Publicidade

Postagens populares