Publicidade

domingo, 22 de dezembro de 2013

Relator do Orçamento de 2014, rejeita emenda parlamentar para reforma de calçada na Inajar de Souza

Trecho de calçada na av. Inajar de Souza, entre as ruas Itupava e Ouvidio José Antonio Santana- na Vila Vica - reforma ficou fora do orçamento 2014
Preocupado com a condição precária que se encontra este trecho de calçada, descrente nas Audiência Públicas do Orçamento promovidas pela Câmara Municipal, procurei o Vereador Gilberto Natalini (PV), que atendeu minha solicitação e incluiu entre suas emendas parlamentares ao Orçamento de 2014 o valor de R$ 250 mil para reformas no local.

Infelizmente o relator Paulo Fiorilo (PT) rejeitou todas as emendas apresentadas pelo vereador -72 no total-, inclusive a nossa, deixando o problema nas mãos de Deus. O vereador Paulo Fiorilo é aquele que andou emporcalhando nossa região na época de campanha eleitoral atrás do nosso voto.

Nas próximas eleições, pense melhor quem merece seu voto na região!

Fica o registro!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Largo do Japonês é reinaugurado com obras inacabadas

Reinaugurado no final de semana (14/15)
Clique na imagem para ver mais fotos
A revitalização do largo trouxe a sensação de uma qualidade de vida melhor para os frequentadores do local. Com a reinauguração no último final de semana (14/15) com obras no entorno inacabadas, você pode ver as fotos do local clicando aqui, as promessas feitas pela Subprefeitura da Casa Verde / Cachoeirinha foram atendidas parcialmente -até que se acabem as obras, é lógico- conforme você pode ler matéria publicada neste blog em 22/09/2012 -leia aqui-.

Apesar do valor gasto na obra, em torno de um milhão de reais, nada foi feito em termos de assistência aos moradores de rua que continuam morando em barracas na rua Julião Ferreira da Silva -ao lado do Bradesco-.

Fica aqui nosso registro!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Desleixo da administração municipal e falta de educação da população

O homem pisou na Lua em 20 de julho de 1969, porém, até hoje (século XXI) não consegue encontrar o local para descarte de seu lixo
Ponto viciado de descarte de lixo e entulhos na avenida Inajar de Souza, altura do nº 4750

A falta de frequência na coleta, transforma espaços públicos em pontos viciados de descarte de lixo e entulho. 

Não é preciso lembrar que estamos em plena temporada de chuvas, sabemos onde este lixo irá parar e suas causas.

A responsabilidade pela zeladoria neste local é da SUBPREFEITURA FREGUESIA DO Ó / BRASILÂNDIA.

sábado, 7 de dezembro de 2013

Moradores da Zona Norte debatem revisão do Plano Diretor

PDE4

A Câmara realizou neste sábado (7/12), a 34ª audiência pública para debater o novo Plano Diretor Estratégico (PDE) da cidade, que está em tramitação na Casa. Realizada na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, na Freguesia do Ó, a audiência da macrorregião Norte contou com a participação de centenas de moradores, líderes comunitários e subprefeitos de diversos bairros da região.

O evento foi aberto pelo vereador Nabil Bonduki (PT), relator do projeto na Comissão de Política Urbana. Para Bonduki, a participação popular nesse processo de revisão do PDE é algo inédito na história da cidade. “Acho que a Câmara nunca se organizou tanto para promover um debate”, ponderou o petista. No total, serão 45 audiência para discutir o assunto.

Em sua fala, o presidente da Câmara, vereador José Américo (PT), destacou a ampla divulgação da revisão, que contou com anúncios em jornais, rádios na televisão. “Nós estamos fazendo um esforço muito grande para levar o debate do PDE a cada habitante da cidade”, afirmou.

Também presente ao evento, o vereador José Police Neto (PSD) destacou a necessidade de aproximar o emprego e a moradia na cidade. Embora seja um dos pilares do novo PDE, na opinião de Police ainda é preciso aprimorar o documento para que esse objetivo seja alcançado.

“Ao jogarmos as Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS) para os limites da cidade, sem levar emprego, estamos promovendo uma cidade insustentável. Por isso é importante sobrepor essas regiões aos chamados Eixos de Transformação, que são os locais onde a cidade vai crescer mais”, afirmou

Problemas
A audiência atraiu gente de toda a região. Moradora do Jardim da Conquista, em Perus, onde trabalha na subprefeitura, Artemisa Gondim foi ao evento com a esperança de que o novo Plano Diretor ajude comunidades como a dela a saírem da clandestinidade.

“Minha maior expectativa é que o Plano abra espaço para a mudança do zoneamento. Em Perus, onde 70% dos imóveis são irregulares, é muito difícil promover a regularização fundiária, porque grande parte das pessoas vivem em áreas de proteção ambiental”, comentou.

pde5
Para José Américo, esse é um dos grandes desafios da cidade, conciliar o direito à moradia e a preservação do meio ambiente, principalmente nas bordas da cidade, onde a expansão da mancha urbana continua. Na opinião dele, é possível incentivar os donos de áreas verdes a preservarem suas propriedades, concedendo o direito de construir acima do permito em outros locais.

Américo também enfatizou o papel regulador do PDE. “Nós temos aqui um exemplo de crime ambiental cometido pelo próprio Estado, que é o trecho norte do Rodoanel. O Plano Diretor serve para isso também, para colocar travas à destruição ambiental”, comentou o vereador.

O calendário com as datas e locais das próximas audiências públicas estão disponíveis no hotsite planodiretor.camara.sp.gov.br. Na página, também é possível ver o projeto em tramitação e contribuir com a formulação do texto, que deve ser votado no início do próximo ano.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Rosas de Ouro recebe última grande audiência do Plano Diretor

A última grande audiência pública regional do Plano Diretor Estratégico ocorre nesse sábado (7/12), das 10h às 14h, na quadra da Escola de Samba Sociedade Rosas de Ouro, no bairro do Limão, na zona norte da capital. O encontro, que é aberto à participação da população, terá transmissão ao vivo da TV Câmara São Paulo.

Das 45 audiências previstas, quatro foram selecionadas para ocorrer em espaços de maior capacidade, de modo a comportar a presença de um grande público. As três primeiras foram realizadas no CEU Jambeiro (zona leste), CEU Vila Rubi (sul) e SESC Pinheiros (oeste).

“As audiências públicas são o espaço ideal para fazer o debate democrático relacionado à revisão do Plano Diretor. É muito importante que a sociedade participe ativamente desse processo, já que se trata de um assunto que envolve o desenvolvimento futuro da nossa cidade. Por isso é essencial que façamos a discussão desse projeto para que possamos definir, consensualmente, quais as propostas mais importantes para São Paulo que queremos construir”, afirma o presidente da Câmara Municipal, vereador José Américo.

ESTRUTURA – A audiência pública do Plano Diretor na quadra da Rosas de Ouro terá transmissão ao vivo pela TV Câmara São Paulo – canal 61.4 (aberto digital) e canais a cabo 7 (digital) e 13 (analógico) da NET.  Quem quiser também poderá acompanhar o debate pela Web Rádio Câmara São Paulo.

A Comissão de Política Urbana será responsável pela condução das discussões. As pessoas poderão se inscrever na hora e apresentar suas sugestões. Há também a possibilidade de enviar as considerações pelo site específico do Plano Diretor (www.camara.sp.gov.br/planodiretor). Todos os comentários enviados por meio eletrônico passarão por análise técnica da Comissão e serão devidamente respondidos.

Para dar suporte ao debate haverá a distribuição da revista Arte&Política, que traz entrevistas e depoimentos de artistas e vereadores sobre o Plano Diretor, além de uma cartilha específica com orientações voltadas ao tema. A divulgação da audiência conta também com inserções publicitárias nos principais veículos de comunicação (TV, rádios, portais noticiosos e mídia impressa).

SERVIÇO

Última grande audiência pública do Plano Diretor Estratégico
Sábado (7/12), das 10h às 14h
Quadra da Escola de Samba Sociedade Rosas de Ouro
Rua Coronel Euclides Machado, 1.066, Limão – próximo à Ponte da Freguesia do Ó
Entrada franca

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Guarda civil é morto ao tentar impedir assalto na Brasilândia

Guarda interveio em roubo de carga na Brasilândia, diz PM. 
Houve troca de tiros e suspeito também acabou baleado.

Do G1 São Paulo

Um guarda civil metropolitano foi morto ao tentar impedir um assalto a um caminhão na região da Brasilândia, Zona Norte de São Paulo, na tarde desta terça-feira (3). De acordo com a Polícia Militar, um homem, suspeito de ter realizado os disparos, foi detido. Ele também foi baleado, mas não se feriu gravemente.
O crime aconteceu por volta das 12h25. O guarda passava pela Rua Manuel Nascimento Pinto quando viu um homem armado rendendo o motorista de um caminhão. Segundo a Polícia Civil, o criminoso pretendia roubar a carga do veículo. A polícia, no entanto, até as 16h desta terça, não sabia informar o que era transportado pelo automóvel.
Ao presenciar a ação, o guarda civil tentou impedir, mas o suspeito não se entregou e um tiroteio teve início. Na troca de tiros, tanto o guarda como o homem acabaram baleados. O socorro foi acionado e atendeu os dois feridos. O guarda civil foi levado ao Hospital Geral Vila Nova Cachoeirinha, mas morreu.
O suposto assaltante também foi encaminhado ao pronto-socorro. Ele foi atendido e, sem ferimentos graves, liberado na sequência. De lá, foi conduzido por policiais ao 74º Distrito Policial, no Jaraguá, onde o caso era registrado nesta tarde.

Publicidade

Postagens populares