Publicidade

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Pacientes apontam os piores hospitais de São Paulo

Centro médico de Vila Nova Cachoeirinha é recordista em reclamações. 
Levantamento feito pela ouvidoria municipal da saúde.

Matéria publicada originalmente pelo G1 São Paulo

Dois grandes hospitais da Zona Norte de São Paulo são apontados como os piores da cidade na avaliação dos pacientes. É o que mostra um levantamento feito pela ouvidoria municipal da saúde e obtido com exclusividade pelo SPTV.
Bastaram algumas horas no Hospital Municipal Vereador José Storopolli, no Parque Novo Mundo, pra ver a dificuldade em conseguir atendimento. Diversas ambulâncias chegam ao hospital diariamente trazendo pacientes de outras unidades de saúde da capital.
Conhecido como “vermelhinho”, o centro médico, além de atender quem vive no bairro, recebe gente de outras regiões da cidade e, às vezes, até da Região Metropolitana de São Paulo.

O campeão de reclamações de janeiro até agora é o Vila Nova Cachoeirinha. A cozinheira Beatriz Corrêa da Silva conhece bem. Há sete anos é paciente do hospital. Ela reclama que nos últimos tempos a situação piorou muito. “Superlotação, demora na triagem pra medir a pressão, se chega alguma pessoa na emergência fica muito tempo pra ser atendido pelo médico mesmo”, afirma.
Um funcionário que preferiu não se identificar, diz que a maternidade chega a fazer 700 partos por mês, mas a estrutura é para 450. Ele conta que faltam médicos e há muitos equipamentos quebrados, como raio-x e mamógrafo. “É uma dor no coração você ver um paciente de oncologia que precisa de exame com urgência ter que esperar dois meses pra conseguir uma coisa dessas. É assim de quebrar o coração, a gente fica desesperado com isso”, lamenta.
Carlos Alberto Santana, coordenador da ouvidoria dos hospitais municipais diz que os resultados das pesquisas vão orientar as ações de melhoria dentro das unidades. “Essas manifestações de usuários e também dos funcionários normalmente são discutidas até internamente junto ao conselho gestor da unidade a fim de buscar soluções mais imediatas pros problemas que são apresentados”, disse Santana.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o tempo de espera por consultas de avaliação cirúrgica é de quase 300 dias - ou dez meses. A Prefeitura disse que já entregou seis hospitais da rede Hora Certa e outros 26 serão inaugurados até 2016.

Publicidade

Postagens populares