Publicidade

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Ônibus da viação Fênix é queimado na avenida General Penha Brasil

A polícia não sabe a motivação dos ataques e ninguém foi preso

Matéria publicada originalmente pelo R7 Notícias

Da Agência Record
Na avenida General Penha Brasil, 15 homens pararam o coletivo e colocaram fogo no ônibus  
Edison Temoteo/Futura Press/Estadão Conteúdo
A Polícia Militar registrou três ocorrências de ônibus incendiados entre a noite de sexta-feira (25) e a madrugada do sábado (26). A polícia não sabe a motivação dos ataques e ninguém foi preso. 

Por volta das 21h, 15 homens pararam um ônibus da viação Fênix na avenida General Penha Brasil, na Brasilândia, zona norte da cidade, e ordenaram que todos os passageiros descessem do coletivo. O grupo ateou fogo no veículo. Um Ford Fiesta que estava na mesma via também foi atingido pelas chamas.

Mais tarde ainda na sexta-feira (25), por volta das 22h20, outro ônibus foi queimado na avenida professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, região do parque São Lucas, zona leste da capital paulista. Os criminosos também pararam o veículo e incendiaram o coletivo.

Ninguém ficou ferido.

O terceiro ônibus foi queimado por volta das 4h do sábado (25). Segundo a polícia, um micro-ônibus da empresa Cooperpam foi furtado na avenida Paulo Guilguer Reimberg, no bairro de Parelheiros, na zona sul da capital paulista e encontrado queimado em uma estrada de terra do bairro.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

PM mata dois suspeitos de roubo na zona norte (Jardim dos Francos)

Matéria publicada originalmente pela Folha de S.Paulo

Policiais da Rota (tropa de elite da Polícia Militar) mataram dois suspeitos de roubo, na região da Brasilândia, zona norte de São Paulo, por volta das 20h30 de quinta-feira (23). 

Os policiais desconfiaram de dois suspeitos em um Chevrolet Ônix roubado na avenida Inajar de Souza e deram ordem de parar. 

O motorista acelerou o carro e teve início uma perseguição que terminou quando os suspeitos bateram contra um Fusca que estava estacionado na avenida Carlos Schumacker. 

Segundo a Rota, os suspeitos desceram do carro atirando contra os policiais. Na troca de tiros, os dois homens foram baleados. Nenhum policial ficou ferido. 

Os baleados foram levados ao pronto-socorro Vila Nova Cachoeirinha, onde morreram. 

O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) 

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Terminal Cachoeirinha segue em obras após 3 anos

Matéria publicada originalmente pela coluna VC Repórter do Portal Terra



O terminal de ônibus Cachoeirinha, que deveria ser entregue ao público após reformas em dezembro de 2010, segue inacabado. A prefeitura alega, contudo, considera a obra concluída, mesmo admitindo que itens básicos, como corrimãos e um elevador de acesso, ainda estejam pendentes.

Em julho do ano passado, o Terra publicou uma reportagem que mostrava a morosidade da obra, orçada em quase R$ 7 milhões. O projeto contemplava, segundo texto da própria prefeitura, “uma série de adaptações para acessibilidade, como a instalação de um elevador e uma rampa de acesso ao terminal àqueles que trafegam pela avenida Deputado Emílio Carlos”.

O acesso à importante via, contudo, segue prejudicado, já que a rampa ainda carece de gradil e corrimãos, e o elevador aguarda liberação de alvará para começar a operar.

Segundo a SPTrans, os demais quesitos previstos do projeto inicial de R$ 6.950.169 já foram contemplados. Mesmo assim, segundo o órgão, as demais obras remanescentes fazem parte de “melhorias”. Entre elas, estão a reforma de três conjuntos de sanitários públicos, a construção acessos para usuários pelas avenidas Itaberaba e Inajar de Souza, além de adequações de instalações sanitárias, refeitórios e vestiários para quem trabalha no terminal.  

O internauta Alecir Macedo, de São Paulo (SP), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. 

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Obra iniciada pelo ILUME continua esquecida na Vila Rica

Atualização: 23/01/2014 - 10H25

Uma equipe esteve no local hoje e concluiu o serviço, como podemos ver o serviço é de primeiríssima qualidade.
Missão quase cumprida, agora falta o conserto da calçada!



Obra esquecida na praça situada a avenida Róssio do Carmo, na Vila Rica.

Em 20/08/2013, abrimos uma solicitação no SAC da Prefeitura para verificação e término deste serviço, iniciado por uma contratada  do ILUME, que levou o número 11738143,  até o presente momento continua aberta sem providências.

Lembrando

Publicamos uma matéria -você pode ler aqui- em 20 de agosto de 2013, trata-se de uma obra iniciada -não sabemos com qual finalidade- e simplesmente foi esquecida pelo ILUME. Entramos em contato via telefone e nos foi informado que tratava-se de uma obra de responsabilidade da Subprefeitura.
Supostamente esta obra seria para enterrar a fiação da iluminação da praça, ou algo parecido, visto que foi colocado uma tubulação e duas caixas de ligação (foto abaixo).


Fica aqui nossa lmbrança a Subprefeitura da Freguesia do Ó/Brasilândia e ao ILUME, de que nosso dinheiro não é capim e não nasce em árvores.

Esperamos providencias ou, que pelo menos apareça o pai da criança.

Esqueceram as faixas de pedestres no Largo do Japonês, de novo!

Avenida Parada Pinto - Largo do Japonês
A revitalização da região foi inaugurada nos dias 14 e 15 de dezembro/2013 -veja aqui-, com toda pompa e circunstância que uma obra merece, politicamente é claro.

Passaram-se mais de trinta dias e, até esta data  não terminaram a obra, esqueceram a sinalização da via, inclusive as faixas de pedestres em todos os cruzamentos.

Fica o alerta a CET e a Subprefeitura da Casa Verde/Limão/Cachoeirinha, vamos esquecer um pouco das faixas exclusivas para ônibus e cuidar da segurança dos pedestres!

Mais fotos do local, clique aqui!

sábado, 11 de janeiro de 2014

Por onde andarão os fiscais da Subprefeitura da Freguesia do Ó/Brasilândia?


Criticar a falta de educação da população não basta, quando não temos quem fiscalize, o poder público também tem a obrigação de fazer sua parte.

Reconhecer e justificar que ali é um ponto viciado de lixo e entulho não basta, é preciso ação para acabar com o vicio. 

"O descarte irregular de lixo e entulho é crime ambiental passível de multa de R$ 14 mil, conforme previsto em lei. A denúncia pode ser feita pelo telefone 156 da prefeitura." A resposta automática que recebemos da Subprefeitura normalmente é essa.

De que adianta multa de R$ 14 mil, se não existe fiscalização e, quando fazemos uma denúncia pelo telefone 156 nos dão prazo de 72 horas para a resposta.

Fica a dica!


quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Avenida Inajar de Souza fará parte da área restrita pelo rodízio de veículos a partir de março ou abril

Pelo estudo, que será discutido no dia 15, restrição passaria a valer em grandes avenidas como Brás Leme, Radial Leste e Francisco Morato; medida deve começar até abril

Caio do Valle - O Estado de S. Paulo
Sinalização vai indicar começo e fim da área do rodízio - Divulgação
Divulgação
Sinalização vai indicar começo e fim da área do rodízio
Um estudo divulgado na manhã desta quinta-feira, 9, pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) propõe aumentar o rodízio municipal de veículos para mais 400 vias - ou 371 quilômetros lineares - de São Paulo, incluindo áreas periféricas. A restrição passaria a valer em grandes avenidas como Brás Leme, Radial Leste, Aricanduva, Professor Francisco Morato e Inajar de Souza. São eixos que estão fora dos 150 km² do centro expandido, área onde o rodízio vigora desde 1997. O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, afirmou que a medida pode começar a vigorar "em março ou abril".
A proposta, no entanto, ainda será levada no próximo dia 15 ao Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), "para ser discutida com a sociedade e especialistas", segundo a CET, que poderão fazer recomendações ao projeto. O conselho é presidido pelo próprio Tatto.
Leia a matéria completa no Estadão.com.br

Publicidade

Postagens populares